Páginas

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Estabilização de Pontes Flutuantes (Floyd Rose) PT.02

Seguindo o post anterior onde falamos sobre a lógica de funcionamento da ponte tipo Floyd Rose e seus acessórios, vamos ao causo principal.
Um dia desses, apareceu aqui na Tanaka Guitar Tech, uma guitarra muito legal fabricada pela Kramer, modelo Baretta que foi disponibilizada aqui no mercado nacional nos anos 90 e 2.000. Essa que apareceu por aqui especificamente, possuía o famigerado acessório (explicado no post anterior) chamado D-Tuna. 
O grande problema dessa guitarra, é que o acessório vem instalado na ponte flutuante. Ou seja, impossível de utilizá-lo de forma correta. Como o dono da guitarra queira muuuito utilizar o D-Tuna, tive de pensar em uma solução.
A minha primeira escolha, seria a instalação de um Tremol-no que faria com que o D-Tuna pudesse ser usado e ao mesmo tempo, tornaria a alavanca versátil, podendo a um simples toque em um botão ser travada e destravada. Porém o custo desta peça (que não é lá muito fácil de ser encontrada por aqui) estava fora dos planos do meu cliente.
A minha segunda opção e muito utilizada, seria a colocação de um calço de madeira para que a ação da alavanca para esticar as cordas ficasse travada. Como esse seria um recurso com pouca versatilidade pois se o garoto quisesse voltar a alavanca para as condições normais de uso, teria de desmontar tudo e retirar o calço.
Foram horas neste dilema, até que me surgiu uma idéia!
Inicialmente fiquei pensando na estética e se efetivamente funcionaria...
Decidi arriscar!!
E não é que deu certo?!?

Abaixo, seguem as fotos da instalação de uma versão adaptada do Tremol-No efetuada aqui na Tanaka Guitar Tech:

       
Aqui o D-TUna na posição open D
 


A cavidade das molas preparada para receber o "dispositivo!

Aqui, o tão esperado "dispositivo" - Trinco-No 

Nesta posição, o Trinco-No permite a ação da alavanca para os dois lados

Nesta posição o Trinco-No trava a ação da alavanca, permitindo a utilização do D-Tuna


Outro uso para o dispositivo Trinco-No By Tanaka Guitar Tech é se durante uma gig, uma corda estourar, basta acionar a alavanca, fechar o trinco e a guitarra estará afinada mesmo faltando uma corda!

Algumas dicas para a isntalação:
i) Certifique-se de que a guitarra está perfeitamente afinada;
ii) Observe se a ponte se encontra em seu ponto zero - a base da ponte deve estar totalmente paralela ao tampo do corpo;
iii) Coloque o trinco totalmente estendido, tocando o bloco da ponte na posição zero.

Espero que tenham gostado!
 
Até a próxima!!



























4 comentários: